Faça sua pesquisa:

Por favor preencha o campo

Certifique os produtos
da sua empresa conosco!

Hoje, o BDK conta com uma equipe experiente e altamente qualificada que presta serviço de avaliação e certificação kosher para indústrias alimentícias de diversos portes e outros tipos de estabelecimentos do ramo alimentício, em todo o Brasil, trabalhando com centenas de indústrias, com milhares de produtos aprovados, os quais são divulgados através dos sites www.bdk.com.br e www.lkp.com.br.

As informações sobre ingredientes e processos são avaliadas pelo rabinato do BDK, o qual tem a função de aprovar ou reprovar o produto para o consumo kosher.

O BDK nasceu com uma meta: avaliar todos os produtos do Brasil que possam atender às normas kosher. Com a nossa experiência, sabemos que muitos dos produtos no mercado podem atender a estas normas e assim, fazemos contatos com as indústrias e oferecemos nossa avaliação. Como vemos, os resultados foram fantásticos. Mas o Brasil é grande e acreditamos que muitos produtos ainda podem ser aprovados.

Com os anos, o mercado vem se conscientizando cada vez mais da existência deste público e temos sentido um grande aumento na procura desta certificação por parte das indústrias, principalmente as que exportam e, mais ainda, das que produzem matérias primas.

Se você produz alimentos e tem interesse em obter uma avaliação de nossa equipe, não deixe de nos consultar. A certificação kosher pode lhe agregar valor.

É comprovado que "qualidade de vida" é composta de vários itens que tornam nossa vida melhor, mais produtiva e longa. A alimentação correta é um desses importantes itens para nosso bem estar.

O que é Kosher?

Termo usado para denominar um alimento que está de acordo com as normas da dieta milenar da Torá (Bíblia) seguida pelos judeus. Este termo é mundialmente usado por judeus e não judeus, e estes alimentos tem sido cada vez mais procurados, pois ao atenderem normas milenares de alimentação e sendo controlados e fiscalizados por supervisores rabínicos, ganham mais credibilidade perante os consumidores.

Antigamente, o kosher era uma prática caseira, onde cada pessoa, e mais comumente as donas de casa, conheciam as regras e as aplicavam na hora da aquisição e do preparo dos alimentos. Com a industrialização, muitos alimentos passaram a ser processados em indústrias, deixando o consumidor duvidoso quanto aos ingredientes e ao processo de fabricação dos alimentos. Em primeira instância, o consumidor kosher não se tornou um cliente das indústrias, continuando a fazer tudo em casa.

Contudo, a modernização continuou avançando e o estilo de vida das famílias foi sofrendo alterações, chegando à atual realidade, onde as pessoas tem cada vez menos tempo, quase não entram na cozinha, as mulheres trabalham cada vez mais, e a tentação aos produtos que a mídia e as prateleiras dos supermercados oferecem aumenta cada vez mais. Hoje, há uma real necessidade em saber se os produtos industrializados são ou não kosher.

Em alguns países, esta demanda foi suprida há décadas, como no caso dos EUA, onde quase todo produto que pode ser kosher, tem o logo do kosher impresso em sua embalagem. Diga-se de passagem, que nos EUA a grande maioria dos consumidores kosher nem são judeus, os quais acreditam que os mesmo são melhores ou mais garantidos. Em Israel, diversos países da Europa e Argentina, entre outros, este mercado também é muito desenvolvido.

No Brasil, com uma comunidade judaica bastante representativa, este mercado não recebeu a devida atenção, até que a comunidade se levantou e tomou uma atitude. Criou o BDK, um órgão responsável pela avaliação e fiscalização dos alimentos, que segue o padrão mundial das certificadoras kosher. Assim, a comunidade está sendo melhor servida, as indústrias passaram a atender mais um nicho de mercado e todos estão mais felizes

Certificação Kosher

Todo o alimento para poder ser consumido pelos seguidores da Torá precisa ser kosher. Como saber se todo o processo de fabricação segue as normas da kashrut (sistema kosher)?

Para isto, surgiram as certificadoras kosher como o BDK do Brasil, que desempenham a tarefa de avaliação e certificação das indústrias alimentícias. Verificam os insumos e suas procedências, o processo de fabricação, assim como a eventual influência de outros produtos e linhas de produção dentro da fábrica.

Por que me Certificar?

As empresas hoje tem percebido que a certificação kosher amplia o número de clientes e proporciona maior aceitação no mercado em especial quando se deseja exportar o produto em especial a países como Israel, E.U.A., Argentina e outros países europeus onde é necessário ou bom ter certificação kosher.

Hoje há um aumento de consumo kosher ao redor do mundo. Estudos demonstram que o consumidor enxerga a alimentação kosher como uma alimentação de maior qualidade.

Além do mais a indicação "parve" em produtos kosher demonstra a ausência de carne ou leite no produto, o que abre o mercado para o consumidor vegetariano ou àqueles que tem certa intolerância à lactose. (Aqueles com forte intolerância, devem verificar se o produto é isento de traços de leite.)

A alimentação kosher não só atende a religião judaica como também acaba por atender preceitos da religião adventista ou mesmo é escolhida por aqueles que simplesmente buscam mais um selo de qualidade.

Se a sua empresa pesquisou e percebeu que o certificado kosher pode favorecer o produto, a BDK do Brasil disponibiliza toda uma estrutura que possibilita a realização da certificação.

Como Funciona?

7 passos para certificar sua empresa:

  1. Preencha o formulário de solicitação on-line (disponível em Obtenha o seu).
  2. Você receberá um formulário que deverá ser preenchido, para cada um dos produtos que tiver interesse em certificar. Todas as informações recebidas são absolutamente sigilosas.
  3. Nossa equipe de pesquisa fará todas as investigações necessárias, mantendo contato com a empresa para eventuais dúvidas.
  4. Algum (ou alguns) de nossos supervisores fará uma visita à planta trazendo um relatório ao Rabinato central da BDK sobre o processo de fabricação.
  5. Se forem necessárias adequações, será avaliada a viabilidade e o interesse pelas mesmas.
  6. A empresa assume o compromisso com a BDK em não fazer nenhuma alteração na composição ou processo, sem consentimento prévio da BDK, mantendo o padrão utilizado para efetivar a certificação.
  7. O certificado BDK, geralmente com validade de um ano podendo ser renovado mediante interesse das partes, será emitido, registrado em cartório e enviado à empresa . O uso do logo na embalagem será autorizado segundo especificações do certificado.

Honorários:

Envie um email para certificacao@bdk.com.br para maiores informações. O orçamento varia segundo alguns critérios inerentes a cada empresa (complexidade, localização, horas de trabalho etc...)

Lista Verde x Lista Amarela

Em princípio, é importante deixar bem claro: no judaísmo não há meio termo: ou algo é kasher ou não é kasher. Não existe meio kasher, pois meio kasher é o mesmo que não kasher. A lista amarela é kasher. Na lista verde há alguns rigores que abaixo explicaremos melhor.

O motivo da existência de duas listas é para facilitar ao público que quer ser mais rigoroso - pelos motivos que citaremos - e poder assim reconhecer quais alimentos são considerados "mehadrin" (da palavra hidur, embelezamento, capricho). A vantagem deste tipo de divisão é facilitar a distinção entre o que é simplesmente kasher e o que é kasher com rigores, pois, cada vez mais, há pessoas procurando caprichar mais e mais nas mitsvot, tanto em kashrut, quanto em outros preceitos como mezuzá, tefilin, os quatro espécimes de sucot, tsedaká, etc...

Há três diferenças principais entre a lista verde e amarela. Na lista amarela figuram alimentos que podem:

  1. Conter algum bitul (anulação)
  2. Conter leite comum - chalav stam
  3. Ser Pat Palter (pão, bolo ou outra massa assadas por um não judeu, de modo industrial)

Na lista verde não há nenhum produto que contenha uma destas propriedades.